My Hero Academia é banido da China e autor se desculpa

0

Recentemente, o famoso mangá My Hero Academia foi banido na China por conta do nome de um dos seus personagens fazer referência aos crimes humanitários cometidos pelo Japão durante a Segunda Guerra Mundial.

Nesta terça (11), o autor Kohei Horikoshi, se pronunciou sobre o assunto e vai mudar o nome do personagem.

“Viz”.

Muitos apontaram que o nome do personagem ‘Shiga Maruta’ trouxe lembranças de atos cometidos no passado. Eu não tive a intenção de fazer essa associação. Eu levo isso muito à sério e vou mudar o nome.” disse Horikoshi.

O mangá, o anime e um jogo mobile de “My Hero Academia” foram banidos do país. O motivo veio na 259 do mangá, onde o nome de um dos personagens é revelado como Shiga Maruta.

“Viz”.

Maruta” é um termo que foi usado pelos japoneses durante a Segunda Guerra para chamar as vítimas de experimentos ilegais feitos no país. Os alvos principais disto foram os chineses.

O termo também faz referência ao departamento responsável por estes experimentos, a Unidade 731, sob o codinome de Maruta.

A revista Shonen Jump, onde o mangá é publicado, já afirmou que a intenção do autor não ofender ninguém e que o nome será trocado em edições futuras. O nome do vilão será Kyudai Garaki.

Ouça o nosso podcast: